press to zoom

FAMILIA NOGUEIRA

“Quatro gerações e uma história linda na música”. Assim, de forma simples, podemos resumir a belíssima trajetória da Família Nogueira através dos tempos. Mas, infelizmente, em tão poucas palavras, muito se perde, assim como tudo se vai conforme o tempo. E é justamente para que isso não ocorra novamente, principalmente numa história tão bonita, que surgiu a ideia de se registrar o trajeto percorrido que começou com dois órfãos, a Vó Virgínia e o Vô Martins, que no meio da vida sofrida, se uniram e através da arte, encantaram toda uma família, e agora, a todo o público que tiver o privilégio de acompanhar essa história contada pela própria família.


Suas filhas, todas cantoras também, iniciam a história contando as grandes dificuldades enfrentadas pela família no Paraná, onde já iniciavam a carreira musical, até a vinda para Americana em busca de uma nova realidade em Carioba.


Como era de praxe naquela época, nada era fácil. A perda de uma das irmãs foi um golpe muito duro para toda a família, mas que não se deixou abater e trouxe na música a volta a vida.
Lógico que com tantos talentos, oportunidades não faltaram e grandes histórias semearam a vida de todos, que passaram de geração a geração e se fundiram entre outras famílias que se agregaram a família Nogueira e acabaram praticamente contando a história da música de nossa cidade de Americana.


Porém, com toda certeza, além do brilho nos olhos de se relembrar histórias com aquela saudade gostosa, ainda mais para uma família de grandes músicos, nada poderia ser mais emocionante do que a volta aos palcos. E isso aconteceu!


Gerações que nunca haviam pisado no palco juntas, compartilham os microfones, acompanhados de músicos talentosíssimos e amigos da família, cantam músicas que marcaram a história da família, como “Prece ao Vento”, “Cheiro de Relva” e “Cinderela”, que era entoada na voz da irmã que não está mais presente.